Dá-nos a tua opinião sobre o filme Amanhecer-Parte 1 AQUI.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Entre Rosas e Espinhos - 21º Capítulo


21º Capítulo

Fico assustada de como Jacob conhece me levar a loucura.

Cada toque de suas mãos,me causam sensações extremamente prazerosas e me levam ao céu.

Não sei como ele consegue isso,parece que nos conhecemos a séculos,que estamos juntos a séculos.

E só temos poucas semanas.

Naquela noite ficamos naquele cantinho especial a noite toda,trocamos inúmeras juras de amor e muitas caricias.

Dormimos abraçadinhos e eu sentia a cada segundo um toque em minhas costas de forma carinhosa.

De madrugada acordei e fiquei analisando o meu amor dormi,tão tranqüilo e feliz,parece apenas um menino,o meu menino e me amaldiçoei por ter brigando com ele a toa.

Como fui tão sega a ponto de acreditar que o odiava?

Como?

Quando apenas queria se jogar em seus braços e me refugiar ali.

Com seus carinhos,os seus beijos,minha vida está totalmente ligada a dele e não vai ser ninguém que vai mudar isso.

Nunca!

Sou totalmente de Jcaob Black,da raiz dos meus cabelos até a ponta do meu pé.

Adormeço ali,em seu peitoral musculoso.

Sinto beijos molhados em minhas costas e quando me viro vejo o meu Jacob,sorrindo e me beijando.

-Bom dia minha patricinha.-Disse com aquele sorriso maravilhoso.

-Bom dia meu troglodita.-Falei sorrindo.

-Vamos levantando?-Pergunta com uma voz meio tristonha.

-Não queria sair de seus braços.-Disse manhosa.

-Nem eu.-Disse beijando meu colo.-Porém temos que ir,antes que dêem por nossa falta.-Disse desgostoso.

-Eu sei.-Disse me sentando e cobrindo parcialmente o meu corpo.-Que horas são?-Pergunto mexendo no cabelo.

-São seis.-Disse respirando fundo.

Me levantei e comecei a vestir a minha roupa sobre os olhares atentos de Jacob,que me avalia,com um brilho malicioso e de posse a cada curva do meu corpo.

-Temos mesmo que ir?-Pergunta manhoso.

-Sim temos.-Disse sorrindo.

Ele faz um bico lindo e se levanta completamente nu,me abraçando por trás enquanto ajeito o meu vestido.

-Eu te amo.-Sussurra de forma provocante em meu ouvido.

-Eu também te amo.-Disse olhando naqueles olhos negros que tanto me encantam.

Acabamos nos beijando e quase,suas mãos escorregaram em minha coxa e me puxaram para si,roçando o meu sexo coberto com o seu membro totalmente duro e ereto.

Jake me carregou e me levou para a cama.

E deitando em cima de mim,puxando a minha calcinha para baixo e estimulando o meu clitóris de forma torturante.

Começo eu mesma a tirar o meu vestido,quero sentir Jacob Black dentro de mim,AGORA!

Seu membro já estava bem na minha entrada,quando o celular dele toca.

Que merda,logo agora?

-Oi Emmett.-Disse nervoso.-Ta certo,já to indo.-Disse desligando o telefone e colocando a cabeça em cima do meu colo.

Respirou fundo e me encarou.

-Temos que ir.-Disse nervoso e frustrado.

-Eu sei.-Não posso dizer que também não estou frustrada.

Nos vestimos e fui para o meu quarto.

E o interrogatório recomeçou.

Alice,Rose e Bella me fizeram perguntas que me deixaram até certo ponto constrangida,porém respondi todas sem exceção.

Então fomos para o refeitório,depois de tomar um bom banho e colocar o uniforme,todos já estavam lá.

Edward com uma expressão amarada,na verdade estava mais para tromba de elefante e Jake parece chateado com alguma coisa.

Chamei Emmett no canto e ele respirou fundo.

-O que foi?-Pergunto.

-Edward descobriu de vocês dois.-Disse respirando fundo.

-Como?-Pergunta.-Você não contou?-Fiquei mais vermelha do que um pimentão.

-Não sei guardar segredo.-Disse sério.

Eu sei que posso confiar em Emmett e contar todos os meus segredos a ele,mesmo não contado esse.

Sei que ele descobriria,mas sedo ou mais tarde.

-Vou falar com ele.-Disse e caminhei até Edward.-Quero falar com você.-Disse e ele veio atrás de mim.

Fui para o terraço e sei que Edward está me seguindo,com as mãos nos bolsos e a cabeça meio baixa,isso é bem típico dele.

Quando chegamos parei bem de frente a ele.

-O que ouve?-Pergunto.

-Poderia ter me contado que avançaram as coisas.-Disse com um nó na garganta.-Poxa sempre contamos tudo um para o outro.-Falou magoado.

-Edward.-Sussurrei.

-Eu sei que é difícil,porém você confiou até no Emmett.-Disse nervoso.

-Não contei para o Emmett.-Falei sincera.

Ele respirou fundo.posso ser tudo,porém nunca mentiria para o Edward,ele não falou mais nada apenas me puxou para um abraço protetor.

Beijando a minha bochecha de forma terna.

-Eu te amo,maninha.-Disse em meu ouvido.

-Também te amo Edward.-Falei retribuindo o abraço de forma calorosa.

Voltamos para o refeitório e Jacob e Alec,estavam meio que se enfrentando,um peitando o outro,ninguém merece.

-O que está havendo aqui?-Pergunto.

-Esse mauricinho dizendo que você está comigo para fazer ciúmes a ele.-Disse o meu amor,altamente nervoso.

-Como é?-Não to entendendo nada.

-Você me ama eu sei que me ama.-O cara é doido.

Se aproximou de mim,tentando me beijar,só que Jacob se meteu no meio,puxando Alec pela gola da camisa e socou o garoto que foi parar no chão do refeitório.

Só que não ficou barato,por que Alec veio com tudo para cima de Jacob,tentando bater em Jacob,que acabou dando uma chave de braço nele,quase quebrando o braço do coitado,porém eu não posso me meter.

-Não se meta mais com a minha mulher.-Fala Jake enfurecido para Alec.-Nunca mais,não dirija a palavra a ela,não ande no mesmo lado do passeio que ela,nem nada disso,estamos entendidos?-Fala nervoso,enquanto Alec grita de dor.

Jacob solta o braço do cara e sai do refeitório em passos largos.

Vou atrás dele e o vejo socando uma parede de forma enlouquecida,como se ele quisesse fazer isso com o Alec.

-Jacob.-Sussurro e ele me encara.

Sua respiração está totalmente acelerada,com um olhar furioso que me deu até medo.

-Calma amor.-Disse e ele se aproximou de mim,juntando nossos corpos num abraço apertado e cheio de amor.

-Eu te amo,te amo,te amo.-Disse de forma sussurrada em meu ouvido.

Parece desesperado,com medo.

Ou sei lá mais o que?

Começo a distribuir beijos em seu rosto e ele fecha os olhos,me deixando cuidar dele,parece uma fera enjaulada que necessita de liberdade como precisamos de ar,para sobreviver.

-Fica calmo amor.-Disse e ele me abraça forte.

-Promete me ama para sempre?-Pergunta.

-Prometo,meu troglodita favorito.-Disse e ele sorrio.

Me puxando para um beijo devastador.

Suas mãos me apertaram sobre o seu corpo,nossas línguas numa batalha deliciosamente quente.

Ouvimos alguém pigarrear e viramos o rosto.

Edward.

-Vai ter problemas Jake.-Disse sério.

Sem comentários: