Dá-nos a tua opinião sobre o filme Amanhecer-Parte 1 AQUI.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Entre Rosas e Espinhos - 22º Capítulo


22º Capítulo

Quando fui para o meu quarto Edward deu uma de indignado,não sei como ele descobriu,porém descobriu que Renesmee não era mais virgem e que fui eu que tirei.

Não sei por que tanto drama,eu sou dela,ela é minha.

Mas na cabeça do Edward tudo é uma catástrofe,quase saímos no tapa,mas tudo bem.

Fomos para o refeitório e o clima continuou pesado,porém quando Nessie chegou,apaziguou a situação falando com o irmão.

Só que o mauricinho do Alec,tinha que se meter no meu caminho falando que ele iria ficar com a minha namorada,que a mesma só estava comigo para fazer ciúmes para ele.

Não foi nem muitas ofensas eu sei,mas o cara ta me provocando e quem procura acha.

Dei um soco nele,porém o cara é fraco,mas não desiste fácil,acabei dando uma chave de braço nele e dizendo as seguintes palavras.

Não se meta mais com a minha mulher.

Nunca mais,não dirija a palavra a ela,não ande no mesmo lado do passeio que ela,nem nada disso,estamos entendidos?

Será que ele entendeu o recado?

Espero que sim,por que se hoje quase quebro o braço dele,amanhã posso acabar com o cara.

Saio enfurecido do refeitório e começo a socar a parede do colégio,queria que essa coisa inanimada aqui fosse ele.

-Jacob.-Sussurrou o meu amor e eu a encaro.

Minha respiração está totalmente acelerada,ela parece que está com medo,medo de mim?

-Calma amor.-Ela diz,me aproximo dela e a abraço,mostrando todo o meu amor,só ela me acalma.

-Eu te amo,te amo,te amo.-Digo de forma sussurrada em seu ouvido.

Estou desesperado.

Com medo.

Medo dela um dia acordar e se perguntar o que está fazendo com um cara como eu,não sou rico,não como ela.

O que ela viu em mim afinal de contas?

Sou um troglodita como ela mesmo diz,claro que de vez enquanto tenho minha cota de romantismo,mas é de vez enquanto.

Começa a distribuir beijos em meu rosto e acabo fechando os olhos,a deixando cuidar de mim,preciso do amor dela,como preciso de ar.

-Fica calmo amor.-Diz e eu a abraço ainda mais forte.

-Promete me ama para sempre?-Pergunto.

-Prometo,meu troglodita favorito.-Diz e eu abro um sorriso.

A puxo para um beijo devastador.

Minhas mãos a puxam mais para o meu corpos,nossas línguas numa batalha deliciosamente quente.

Ouvimos alguém pigarrear e viramos o rosto.

Edward.

-Vai ter problemas Jake.-Disse sério.

Dou um pequeno rosnado.

-A diretora está me chamando?-Pergunto.

-Está sim.-Disse cruzando os braços.

Solto Nessie e vou em direção a diretoria e a minha patricinha pegou minha mão e a encarei.

-Melhor você ficar aqui.-Peço e ela bate o pé dizendo que não com o rosto.

-Eu vou.-Disse séria.

Não tem como discutir quando ela usa esse tom de voz,então lá vamos nos.

Fomos de mãos dadas até a diretoria,entrei e mesmo ela querendo entrar a inspetora Victória barrou.

-Você não senhorita Cullen,só o senhor Black.-Disse e meu amor ficou mais vermelha do que um pimentão.

Dei um beijo em sua testa e entrei na diretoria.

Alec estava com o rosto vermelho de tanto chorar com seus pais e uma moça loira igualzinha a ele.

-Então foi esse troglodita que te bateu meu filho?-Pergunta a mãe,eu acho.

-Foi sim mãe.-Esse cara é gay?

Por que ta parecendo.

Não consegue resolver as suas tretas sozinhos depois fica pedindo ajuda a mamãe,ninguém merece esse tipo de homem.

-Quero a expulsão dele diretora.-Disse o homem.

-Senhor Volture.-Disse a madre.

-Não quero nem saber,sempre contribuo com esse colégio,então quero ele fora daqui.-Disse e ela suspirou.

-Senhor Black,deve arrumar suas coisas está expulso.-Disse resignada.

Respirei fundo.

-Já que to fora daqui devo dizer uma coisa para o seu filinho mimado e mauricinho.-Disse olhando para a cara do pai do gay do Alec.-Olha aqui seu mauricinho,você pode ter influencia e dinheiro,mas o coração dela é meu e você não vai conseguir comprá-lo.-Falei apontando para ele.-Nem se pedir para a mamãe e muito menos para o papai,seu gay.-Disse e me virei batendo a porta na cara de todos ali presentes.

Quando sai da diretoria Nessie já estava com lágrimas nos olhos.a puxei para um abraço apertado,praticamente a carregando.

E beijando toda a extensão do seu rosto delicado.

-Você foi expulso não foi?-Pergunta chorando.

-Fui amor,mas tudo bem,tudo bem.-Disse beijando seus lábios.-Não se preocupe comigo,vou estar bem.-Disse e fui carregando ela,por que a minha patricinha preferida está inconformada,chorando muito,muito mesmo.

Fui levando para o dormitório e quando entro em meu quarto todos estavam lá.

-O que foi cara?-Pergunta Edward vendo o estado de Renesmee.

-Fui expulso.-Disse e ele respirou fundo.

-O pai do Alec é um dos donos.-Disse e eu coloquei Renesmee na cama.

-Vamos deixar vocês sozinhos.-Disse e todos se retiraram.

Pego minha mochila e começo a colocar minhas roupas e ela foca me encarando e chorando ainda mais.

-Nessie se acalme,não vou morrer ou te abandonar,só vou estar em Forks.-Disse e ela suspirou ainda chorando.

-Se vai me abandonar,eu sei que vai.-Disse ainda chorando e eu larguei tudo que estava fazendo.

-O que está falando?-Pergunto pegando suas mãos.

-Vai ser tentado pelas piriguetes de La Push.-Disse e voltou a chorar.

Ela ta com medo de ser trocada?

-Não existe ninguém no mundo,a não ser você.-Disse secando suas lágrimas.-Sempre vou te esperar e espero que faça o mesmo comigo.-Disse e ela suspira.-Só adiantamos as coisas,para o ano,não estudaria mais aqui,esqueceu?-Pergunto e ela suspira.

-Tem razão.-Disse nervosa.

-Não fique assim,por favor.-Disse beijando suas mãos.

-Vou sentir saudades.-Disse ainda tentando não chorar.

-Eu também meu amor.-A puxei para um beijo,mostrando todos os meus sentimentos,porém tenho que ir embora.

Me afastei e ela ficou me observando arrumar minhas coisas,tentando ao máximo não chorar.

Quando a inspetora Victória chegou,com uma cara amarada como sempre.

-Seu pai já está ai,senhor Black.-Concordei com o rosto.

Coloquei minha mochila no ombro e Nessie pegou minha mão,fomos de mãos dadas para o estacionamento e Bella acompanhou Nessie.

Nos despedimos com um selinho.

-Não esquece que te amo.-Falei e ela concordou.

Entrei no carro do meu pai,que suspirou e deu a partida e vejo pelo retrovisor Nessie caída de joelhos chorando muito sendo acudida por Bella.

Não agüentei e chorei também.

Pela primeira vez dês da morte da minha mãe.

Sem comentários: